domingo, 21 de agosto de 2016

Angústia

É mais difícil amar ou ser amado?
Amar é escolher ou é deixar?
      Quem ousa, usa
Amor é luxo ou necessidade?
Vício ou placebo?

É por medo, não por vergonha,
     que não choro
Olho pra cima e vejo uma estrela entre a fresta da cortina
     no centro da cidade armada
Penso no impeachment, na polícia
enquanto uma mulher com câncer assiste um jogo de vôlei
É duro ser suave
     Mas mais leve
     se sólido fosse

É a fé que faz parte do amor?
Ou o amor que compõe a fé?
Amar é desistir?
     Ou acreditar?
Quem usa,
     ousa.

Nenhum comentário: