segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Ninguém beija com os olhos abertos
Beijar
    É como cheirar

Doce perfume das flores da estação
    O aroma do mato
O cheiro da chuva

Mas beijos também fedem podre
E
    Às vezes
Odor algum possuem

Fungada no pé do ouvido
Goza mais
Que mil beijos de desejo traído

Nenhum comentário: