quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Ser Só

Ser só é um caminhar alienado
Dos passos que pisaram camaradas,
Das grades que prenderam condenados;
Das marcas que deixaram as granadas.

Tudo que aqui se faz aqui se sente,
Tudo no mundo, terra de ninguém,
Pra onde tudo vai, donde tudo vem,
É dirigido pela ação da gente.

Sozinhos somos um de cada vez.
Um grito tímido que nunca sai
Do plano das ideias, da vontade.

Sozinhos, só dizemos sim às leis,
À igreja, à pátria e a nossos pais.
É hora de juntarmos as metades!

Nenhum comentário: