segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Carmim

Sou o mesmo que era antes
Exceto por esse sabor

Baton da cor do vinho
Vinho sabor baton

Apenas sei que é roxa
Toda essa confusão
De mordidas e palavrões
Gestos e cigarros
De perguntas e sensações
Salivas e escarros

Sou o mesmo que sempre fui
Só que agora embriagado
Bebido e tragado
Sou eu mesmo devorado