quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Todo Mundo nu

Todo mundo
Já perdeu a memória
Ou você acha que nada
Acontece
Debaixo das cobertas?

Esse vácuo madrugueiro
É mais forte
aaaaaaaaaa que o café
Mais interessante
aaaaaaaaaa que os vícios do negócio jurídico
Mais saboroso
aaaaaaaaaa que o Restaurante Universitário
Mais triste
aaaaaaaaaa que Curitiba
Mais popular
aaaaaaaaaa que o violão
Mais verdadeiro
aaaaaaaaaa que o Jornal Nacional
E por aí vai
É pelo Jornal Nacional que vai
Que tudo vai a putaqueopariu
Que a puta
Que
O pariu
Vai a putaqueopariu

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa E se fosse o contrário?

E se perdêssemos a memória do dia e nossa vida fosse o que chamamos inconsciência?
Nada de matéria
Tudo de etéreo
Tudo de eterno
Nada de terno
Todo mundo nu
Nu
Como o rei do conto folclórico

Nenhum comentário: