sábado, 21 de junho de 2008

Mentecapto

Cheguei mais perto de você
Por meu desejo sem mesura
Mas me desvelou meu medo
Minha fobia desta altura

Teus olhos só diziam
Um amor que não acredito
A esperança nos mantêm vivos
E o tambor hipnótico de teus lábios só diziam

Eu espero
Já pus isso vezes demais
Eu sinto
Tudo e mais um pouco
Esse pouco escandalizado
É meu futuro
Na tua boca
No teu corpo
Clorofórmio
Sangue
Medula
No teu pulmão
Parece que você é comigo
Como é com todos os seus amigos
Parece as vezes
Com a mulher que eu imagino
Parece sometimes
Como a baby do meu paradise
Com flores no cabelo
Que toca violão e canta
Lá lá lá lá

Mas tem momentos
Que você me trata como um qualquer
E me diz tudo
Genericamente

Eu só quero
E queria
A diferença do tempo
Dos verbos
É que anuncia

O passado morreu

O futuro virá!

Nenhum comentário: